Convite ao Devaneio PDF Imprimir E-mail

São pacotes de viagem que tem como objetivo criar um campo rico em trocas literárias para amantes de leitura, literatura e escritores.

É escolhida uma pousada imersa na beleza da natureza, com espaços propícios para rodas de conversa e eventos literários.

Criada a oportunidade de distanciamento da rotina e do encontro de pessoas com interesse comum pelo prazer de ler fluem naturalmente conversas, trocas, dicas sobre livros, autores e trechos impactantes.

Em 2012, realizamos uma viagem memorável a Angra dos Reis - RJ.  Veja abaixo alguns registros e depoimentos dos participantes.

Em 2013, fomos à Conservatória para celebrar 15 anos de existência do Clube de Leitura de Icaraí e para participar de um Concurso de Poesias na cidade.

Alguns depoimentos:

"Foram tres dias de encantamento! Tudo conspirava para isso. A começar pelo próprio nome da Fazenda: " Água Encantada". Que bom acordar com o canto do galo, ao invès do som estridente da motossera, seco e agressivo do bate-estacas machucando o solo nas construções dos prédios que se avolumam na cidade. E, ainda, com as buzinas impacientes dos carros. Alí, ouvi, também, "o canto do silêncio", no dizer de Cecília Meireles, misturado à alegria ruidosa e às falas de meus amigos e companheiros, bem como as de Bachelard, Drumond, Bartolomeu Campos de Queirós, Manoel de Barros, Quintana, Cecília Meireles, Pessoa e de outros, através das vozes emocionantes de Dília e Cristiana. Falei no acordar. Mas o adormecer ouvindo o murmúrio do rio, num quarto cor-de-rosa, com flores pintadas nas paredes e nos armários, entre as amigas Gracinda e Elô, trouxe-me, de volta, a menininha de tranças, há muito esquecida. Encantamento, também, no caminhar pelas trilhas nas quais a natureza, generosamente, nos brindava com o perfume das plantas silvestres e a sombra das árvores frondosas. E, instante de grande emoção e fraternidade foi, ao pararmos em uma clareira, abrirmos, sob o suave comando de Cris e Dília, uma roda, e, de mãos dadas, ouvirmos da Cris quase uma prece, beijarmo-nos e manifestarmos nosso sonho levantando as mãos para os céus na certeza de seu atendimento. Para terminar, não poderia deixar de mencionar o maravilhoso passeio marítimo. Uma aventura para mim. Só consegui ir, incentivada pelos amigos do grupo aos quais  agradeço e, principalmente,  a Rita que, ternamente, segurou minha mão, durante todo o passeio, transmitindo-me força e coragem. No fim, já sentia prazer com o balanço do barco sobre as ondas. Vencí o medo! No jantar, estávamos todos alegres, felizes e barulhentos. Parecíamos crianças em férias. Há muito tempo não me sentia assim. Teria sido o vinho? Busco e não encontro palavras suficientes para agradecer a Dília e a Cristiana todo o encanto que nos proporcionaram. Assim, carregadinho de emoção digo, apenas, um MUITO OBRIGADA!" Elenir Teixeira

 

"Prezadas e caríssimas Cristiana e Dília,

Quero dizer a vocês duas um "muito obrigado" bem sonoro pelo passeio que nos proporcionaram. Certamente, mais que o passeio pelas paisagens, o verde e o mar de Angra, valeu o passeio poético, instigante, que fez do fogo um estalar de ideias, um aquecer dos corações; e das águas um mergulhar, da terra um enraizar-se e do ar... bem... tantas coisas ficaram pairando no ar: pensamentos, sentimentos, tudo. A pousada foi simpática, a natureza muito bela e a programação estava ótima. Até motorista poeta tivemos. Valeu." Newton Barra


"Olá artesãs dos devaneios

Cris e Dília, boa noite!

Foi maravilhoso nosso encontro poético, marcou demais, de quando em vez vêm às nossas lembranças aqueles momentos "devaneísticos", rs... rs... A Shirley ficou maravilhada diante de tudo que presenciamos o talento e a "sincronicidade" das artesãs dos devaneios.

Gostamos de cada momento vivido, cada amigo novo que conhecemos, a receptividade e acolhimento da galera foi demais, nota 1000 para todos, podem ter certeza que vivemos momentos inesquecíveis, esperamos o convite para o próximo encontro, desde já deixar registrado ok!."

ALBERTO ARAÚJO & SHIRLEY LOPES


"Foi maravilhoso conhecer este grupo! Repito as palavras da da Maria Helena quando disse que não por acaso NÓS estávamos lá, que fomos "pinçados" por alguma razão, para vivermos juntos essa experiência divina, em um lugar divino como Angra e Fazenda Água Encantada.

Agradeço de coração à Cris e Dília pela iniciativa e talento, a todos os novos amigos pelo entusiasmo e alegria, aos amigos da pousada - sempre muito gentis, a Manoel de Barros, Fernando Pessoa, Bachelard, Bartolomeu Campos de Queirós e tantos outros poetas pelas palavras inspiradoras e, principalmente, ao destino por ter me escolhido para participar dessa comunhão tão linda que vivemos nesses dias...

Que as sementes que plantamos continuem dando frutos por muito e muito tempo!" Mariana


"Minhas boas e generosas amigas Cris e Dília

Queridos companheiros de aventura angrense

Voltei da viagem cansada, com 2 quilos a mais por causa das comilanças e, principalmente, com uma imensa felicidade pela linda oportunidade que tive de um caloroso convívio humano (intercalado com madrugadores cocoricós de galos, chilreios de passarinhos e susto com perereca). Oportunidade, também, de contemplação da Natureza, de vários desafios e de incontáveis manifestações de solidariedade desse grupo tão cheio de simpatia e de criatividade. Tudo isso era o cenário para nossos momentos literários, tão magicamente conduzidos pelas nossas guias que nos ofereceram belíssimas páginas, verdadeiros alimentos para nossa alma. E que aceitaram contribuições   dos participantes, já que em nosso grupo havia vários literatos e amantes da leitura. Tive amáveis companheiras de quarto, grupos alegres e falantes durante as refeições e as viagens e, a cada instante, uma afetuosa mão estendida para me auxiliar diante de certos obstáculos que eu não venceria sem a ajuda de vocês. Agradeço, portanto a cada um e a todos. Um grande abraço, esperando que haja novas oportunidades de nos encontrarmos. Obrigada, Dília! Obrigada, Cris! Até!" Gracinda Rosa

 

 

"Especialmente às organizadoras, meus cumprimentos pela atenção e carinho com todo o grupo. Atentíssimas, superaram as expectativas. Meninas, vocês nasceram para isso!

Ao nosso grupo tudo, que a cada dia estreita mais os laços de amizade e afinidade, que possamos prosseguir sempre com esse entusiasmo e alegria, que é isso que a gente leva da vida.

Deixo aqui os versinhos que fiz logo que chegamos à pousada:

'Quando criança

eu engolia a poesia

cada vez que mamãe me mandava

comer depressa

e ela fazia barulho

no meu estômago

roncava engraçada

puxando prosa com meu interior.

 

Adolesci e, menina-moça,

enamorei-me.

Depois do primeiro beijo molhado

a poesia não quis mais descer

ficava na boca aguando

da lembrança do querer

e enquanto eu ruminava

a poesia se esfarelava

em letras dispersas

ousadas algumas

outras discretas

soprava um vento ao contrário

que era eu quem fazia.

Foi assim que aprendi

a espalhar poesia." Rita Magnago

 

 

 

 


Fornecido por Joomla!. Designed by: professional joomla themes ThemZa  Valid XHTML and CSS.